Visita a Lapa

A nossa viagem mais longa do ano com nossos amigos foi até a Lapa, onde viajamos 70 km. Ao chegarmos lá, visualizamos o painel de Poti Lazzarotto, feito com azulejos.
*As mulheres eram presas por mostrar as pernas
*os presos não tomavam banho de chuveiro, apenas de sol.
*no museu haviam armas da 1º e 2º Guerra Mundial (espadas, carabinas, lanças e canhões,que atiravam 5 balas por segundo).
* vimos um boneco vestido com a roupa dos pica-paus.
* os pica-paus eram soldados da região sul e vieram para tomar o governo do General Carneiro.

Hoje no museu de armas é a casa da câmara dos vereadores.
Alegremente entramos no Theatro São João.
Aprendemos que :
• Nele havia uma passagem secreta para a casa ao lado, onde o medico passava com alimentos e atendia o General Carneiro. Os pica-paus descobriram esta passagem, passaram por ela e mataram o médico, sua família e o General Carneiro.
• Dom Pedro II visitou o teatro com sua esposa.
• Este teatro durante o cerco da Lapa transformou-se em um hospital e enfermaria .
• A construção do teatro era de madeira com arquitetura neoclássica,inaugurado em 1876 para 212 expectadores.
• Abaixo do palco foram enterrados soldados.
A guerra no cerco da Lapa aconteceu porque os pica-paus, que vieram do sul, queriam o poder da presidência do Brasil.
O corpo do general está na igreja São João.
Conhecemos a casa Lacerda, onde havia uma família com 17 pessoas, sendo 15 filhos. Na casa, tinha um relógio com 92 anos, a cada 9 dias era necessário dar corda para continuar seu funcionamento.Para os moradores tomarem banho, era necessário retirar água do poço, por um cano e ser esquentada no fogão à lenha. Paramos para o lanche, onde esperamos ansiosamente pela visita ao museu do monumento.
No museu observamos as estatuas dos soldados maragatos e pica-paus. Os maragatos vieram do rio grande do sul, para tomar o poder governamental da lapa.
Encontramos ainda a estatua de Poty Lazzarotto e algumas obras do mesmo.
Visitamos também o memorial Ney Braga onde observamos um canhão que atirava cinco balas por segundo. Exploramos o tribunal do julgamento de alguns soldados.

TEXTO COLÊTIVO – 4° E 5° ANO/2018.